11.5.05


">Embracing Black Dog- Suzanne Cheryl Gardner



estirei-me no sofá cansada e triste

o peito mal mechia ao respirar

- se a dor é a maior que existe

para quê então continuar?



não meditava, era letargia

tudo parecia no certo lugar

até a forte dor já se esbatia

também queria acabar.



mas foi então que a curva do meu braço

se preencheu de volume e calor

era mais do que qualquer abraço



a cadela lambia a minha mão

chamava, tão insistentemente

que assim renasci, por puro amor.

4 Dizeres:

Blogger wind deixou aqui...

Belo:) beijos

11:18 da manhã  
Blogger paper life deixou aqui...

Obrigada, wind.

:) Bjs

11:20 da manhã  
Blogger lique deixou aqui...

E não são os animais por vezes a nossa melhor companhia? :)
Beijinhos

10:00 da tarde  
Blogger paperl life deixou aqui...

São,Lique, são mesmo!

Beijinhos.

:)

8:52 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home