22.4.05


entreaberta a porta


a memória sem convite


invade o espaço livre


guardado para os sonhos


ainda por viver.


eu que a julgava morta...



corro a fechá-la à chave


não a volto a abrir


raios partam a porta


e a memória!



quero os sonhos à solta


nesta terra magoada


mas revolta


onde só esperam


tempo para florir.


3 Dizeres:

Blogger wind deixou aqui...

Então sonha muito com memória:) bjs

2:53 da tarde  
Blogger paperl life deixou aqui...

:)

Bj.

4:28 da tarde  
Blogger ognid deixou aqui...

então deixa que os sonhos floresçam. beijos M.

10:55 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home